quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

A modo de esperança

"Primeiro deixa de chorar.
Respira.
Dorme.
Agora deixa correr o tempo até que saia frio. Espera, igual que esperas pela água para beber.
Em quanto o tempo corre, caminha.Viaja. Volta. Caminha. Procura luz. Nao permitas que a dor, a vingança, a raiva, a amargura, o fracaso, o ódio, a victória, ou qualquer outra alimanha ocupem a tua casa. Só tu governas. Ninguém mais.
Entao, se a tua mao sob o tempo já percebe frio, pensa: O quê precisas? Falta alguêm? Como querias envelhecer quando amavas?
Amas?
E entao?
Sozinha, sobre um monte de dias apilados como lenha, prende o lume.
O lume: se queres que ele volte, para que o veja. Se queres ficar sozinha: para caminhar sem peso".

Traducçao libre sobre um texto de Kamal Amin.

4 comentários:

  1. Há esperança e acho que mesmo há luz! beijinho

    ResponderExcluir
  2. Há esperança numa Esperanza com tanto amor!

    ResponderExcluir
  3. Pois é. Uma frase perfeita. Beijinho.

    ResponderExcluir